Para optimizar a execução das atividades da campanha de sensibilização em Cabo Verde, em Avril de 2019 firmou-se um acordo entre a Agência Insular da Energía de Tenerife, AIET, coordenadora da campanha no marco do projecto, e o Instituto de Património de Cabo Verde, IPC, sócio do projecto. No marco deste acordo ambas entidades comprometem-se a desenvolver de maneira coordinada um programa de atividades.

As atividades a desenvolver pelo IPC no marco desta campanha tem sido denominadas “Formar para Conhecer” e serão desenvolvidas do 21 de Junho ao 25 de Outubro. Durante este periodo se executarão um total de 12 atividades repartidas entre a ilha de Santiago e a de Fogo.

As atividades programadas abarcan a público de todas as idades, ja que incluem tanto atividades de formação para associações como reuniões com técnicos municipais e agentes culturais o workshops para crianças em campamentos de verão.

Ilha Atividades Meses
Julho Agosto Setembro Outubro
Santiago Sessões de contos e  jogos       3
Oficina de pintura        8
Registo fotográfico, seguido de roda de conversa        16
Projeção de documentários       25 
Formação aos lideres da associação comunitária sobre património cultural e empreendedorismo cultural 10_11      
Visita guiada ao Sitio Histórico Cidade Velha, Museu Etnográfico e de Arqueologia      28  
Colónia de férias  29 2    
Fogo Visita guiada ao Centro histórico de S. Filipe, Museu de S. Filipe e Casa memória     27  
Palestras intitulado “o património cultural em Cabo Verde”     28  
Encontro com equipa da Camara Municipal e Agentes culturais   9    
Formação aos lideres da associação comunitária sobre património cultural e empreendedorismo cultural 30      
Colónia de férias    6_9    

 

O IPC conta com ampla experiência na identificação, inventariado, investigação, salvaguarda, defesa e divulgação dos valores culturais do património cultural, móvel e imóvel, material e imaterial do povo caboverdiano. Um dos seus objectivos é promover o turismo cultural através da melhoria do conhecimento público sobre as tradições e o património material e imaterial do país. O IPC trabalha atualmente em numerosos projectos neste sentido como o projeto pela Valorização de Cidade Velha, Património Mundial. O IPC participa no projecto SOSTURMAC como sócio experto no património de Cabo Verde, tanto pela sua identificação como pelas labores de sensibilização e valorização.

AIET como experto em educação sobre temas energéticos e em divulgação científica, lidera as atividades relacionadas com o Objetivo Específico 3. Dentro deste Objetivo Específico encontra-se a Atividade 2.3.2. – Fomento da conservação dos valores patrimoniales de ambas regiões através de ações de difusão e capacitação. No marco desta atividade se desenvolverão ações de divulgação, formação e sensibilização sobre o património natural e arquitectónico para melhorar seu conhecimento público e para fomentar atuações que impulsem a sustentabilidade como atrativo turístico inovador e gerador de negócios verdes. O fim último é contribuir á proteção e conservação destes recursos e sua valorização, condição necessária para diversificar sua oferta turística. Nesta atividade engloba-se a realização da CAMPANHA DE SENSIBILIZAÇÃO PÚBLICA DO PROJECTO SOSTURMAC “FOMENTO DA CONSERVAÇÃO DOS VALORES PATRIMONIAIS EM CANÁRIAS E CABO VERDE”.